Resenhas

A minha opinião sobre os mais variados produtos, de beleza a decoração.

Leia mais

Como Me Visto

O meu estilo pessoal e como me gosto de vestir.

Leia mais

Receitas

Receitas simples e fáceis, que dão certo!

Leia mais

23 de agosto de 2016

Como usei o movimento "Body Positivity" para me auto-sabotar

Fonte: Mind Body Bride

Seria suposto o movimento da positividade com o corpo, ou Body Positivity, ser uma poderosa arma para a aceitação pessoal e aumento da auto-confiança. Gostar e aceitar o nosso corpo, afinal de contas, é um dos pilares para a felicidade plena.

Mas e quando a aceitação passa por resignação?

Durante o ano de 2015 fui aumentando gradualmente de peso, sem na verdade dar conta disso. Na minha mente o meu peso era sempre a mesma flutuação entre os 76 e os 78 quilos. Se me perguntassem como era a minha alimentação, eu responderia "ótima e recomenda-se, nem como muito", apesar de esta nem andar perto do considerado saudável. Na verdade sofria de compulsão com comida e o meu peso já estava nos 86kg.



Em Março de 2016 lembro-me de tirar do armário umas calças roxas que já não vestia há imenso tempo. Naquele dia apetecia-me vestir aquelas calças, pronto. Não serviram. Nem conseguia sequer apertar o botão. O meu pensamento? "Já nem gosto deste modelo mesmo. Depois compro calças novas." Os meus cintos também já quase não davam para apertar. A situação estava a ficar crítica.

"Sempre fui gorda, não vou ficar magra de repente. Vou-me aceitar assim e pronto. Quem gostar gosta, quem não gostar que ponha na beira do prato."

O problema do "não me importo se os outros me aceitam" é que na realidade, os outros estão-se completamente a marimbar para se somos magros ou gordos. Não são eles que sofrem quando aquelas calças 44 não servem, ou quando não cabemos mais numa camisola tamanho L.

Eu estava a caminhar sozinha para a obesidade, feliz e contente porque o que importava era que eu me aceitava. E era aqui que estava o meu maior problema com a minha interpretação do movimento Body Positivity: eu aceitava-me, mas não gostava de mim. Basicamente resignei-me à minha condição.



Para quê esforçar-me para perder peso se sempre tinha sido gorda? Porque é que haveria de deixar de comer muito se era a comida que me fazia feliz? Porque é que me havia de preocupar por não caber num L se em todas as lojas encontrava o XL?

Eu dava a mim mesma a desculpa do "sou gorda mas sou saudável e isso é que importa". Como podia eu ser saudável se ficava com dores nas costas por estar meia dúzia de minutos em pé? Se não conseguia subir uma escadaria sem ficar com falta de ar? Se a minha compulsão alimentar já estava no ponto em que antes de dormir tinha de comer 2 tostas mistas?

Felizmente em Abril consegui, com muita força e foco, abandonar a compulsão alimentar e perder peso. Hoje estou com menos 14kg e uma nova visão sobre a alimentação e sobre tudo o que correu mal até Março. Ainda sou uma mulher "grande": 72kg para 1,67m. Contudo sinto que agora realmente tenho saúde, disposição e que realmente gosto do que vejo ao espelho.

De 86Kg para 72Kg (na foto da esquerda já tinha perdido 6 Kg). De um 46 para um 42. De um XL para um M. Oh low carb high fat abençoada! A quem me segue aqui no Instagram e que está no mesmo percurso, deixo-vos uma dica que comigo tem sido eficaz na perda de peso: não ouçam. Se eu desse ouvidos aos "amigos" que dizem que a low carb faz mal à saúde e que não é passível de ser feita toda a vida (porque infelizmente acham que low carb é zerar carbs ou entupir-se de carne - oh ignorância), com certeza já estava com mais que os 86 Kg com que comecei. Os vossos exames de sangue estão ok? O vosso médico diz que vocês estão bem de saúde? Então isso é que importa e não o que X ou Y acha que vocês devem comer/fazer. #lowcarb #lchf #lowcarbhighfat #weightloss #vidasaudavel #healthy #emagrecimento #perdadepeso #dieta #progress #change #transformation #transformação
Uma foto publicada por Patrícia Salomé (@patriciasalome) a

Quando entendido e usado da maneira certa, o movimento Body Positivity traz uma mensagem forte e inspiradora, não nos podemos é aproveitar dele para mascarar problemas que temos com nós mesmas e que podem ser facilmente resolvidos se nos empenharmos verdadeiramente.

6 comentários:

  1. Exemplo de força de vontade, excelente post!
    Tipicamente Adolescente | Blog

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns e sempre bom quando temos Objectivos e chegamos a eles
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia
    Facebook
    Tem post novo todos os dias

    ResponderEliminar
  3. Tu tens noção que escreveste esse post para mim meu deus, eu tenho cometido o erro de pensar nisso no body positivity que é apenas ser gorda e pronto.
    Eu sempre passei por muitas oscilações de peso e com essas modelos plus size eu pensei que pudesse seguir o caminho delas, mas não estou a ir da melhor maneira porque até estou com o colestrol alto um problema que já lido a muito tempo,
    Tenho 1,67 e devo estar a pesar uns 86 também, mas tento acreditar que é menos e o problema é que já n entro na minha roupa favourita e penso que a melhor maneira é comprar roupa maior.
    Mas estou a piorar ás vezes culpo no facto de não ter sempre dinheiro para comprar sempre comida saudável e acabo por comer outras coisas.
    Tens algumas dicas para conseguir emagrecer assim de uma forma mais pacífica?
    Muitos beijinhos e este post foi muito muito bom,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Noono, obrigada pelo teu comentário :)

      Olha, a única coisa que eu fiz para emagrecer foi comer melhor. Apenas e só isso. Comecei a fazer dieta low carb que me ajudou bastante a controlar a compulsão por comida e também a emagrecer sem neuras. Já escrevi sobre a minha dieta aqui no blog, caso tenhas interesse em ver http://blogsoupatricia.blogspot.com/2016/06/o-meu-estilo-alimentar-low-carb-o-que-e.html . No meu Instagram também costumo pôr fotos do que como, quem sabe não te inspiras. Acredita que eu antigamente também pensava que fazer dieta era caro mas não é, tens é de fazer outras opções no supermercado :) Se tiveres mais alguma dúvida podes mandar-me um e-mail ou perguntar aqui, terei todo o gosto em responder.

      Beijinhos

      Eliminar